Posts Tagged ‘camisa do vasco’

Time posa com a camisa comemorativa da volta à Série A

Anúncios

Em meio a turbilhão político, Vasco encara o Ipatinga na Colina

Assista No Blogão do Biel

Em 12º lugar no Brasileirão, equipe do técnico Antônio Lopes busca a sua terceira vitória na competição

Transmissão ao Vivo Clique Aqui!

Morais volta ao time do Vasco

Em meio a polêmicas das eleições presidenciais para escolha de um novo mandatário, o Vasco encara o Ipatinga neste sábado, às 18h20m, em São Januário, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Sem Eurico Miranda no poder, o time do técnico Antônio Lopes entra em campo com quatro desfalques, entre eles o atacante Edmundo, que segue suspenso pelo STJD. Diretoria à parte, ao clube só resta uma vitória para se aproximar dos líderes da competição (Flamengo, Grêmio e Cruzeiro), que já somam 16 pontos na tabela.

O Vasco ocupa a 12ª colocação na classificação, com oito pontos. O Ipatinga tem três pontos a menos e está no 18º lugar.

Transmissão ao Vivo Clique Aqui!

Assista No Blogão do Biel

Briga política agita semana na Colina

Durante a semana, o assunto menos discutido em São Januário foi futebol. Em meio à briga política pelo poder, jogadores e comissão técnica trabalharam quase anônimos durante os últimos dias. Para se ter uma idéia da preocupação com as eleições, que ocorreram na última sexta-feira, os atletas e o treinador só concederam entrevistas duas vezes nos últimos cinco dias.

Em campo, o técnico Antônio Lopes voltou a ter problemas para escalar o time. Mais uma vez, os zagueiros Luizão e Jorge Luiz e o meia Leandro Bomfim vão desfalcar o time. Os atletas ainda não têm previsão de retornar à equipe.

Transmissão ao Vivo Clique Aqui!

Por outro lado, Lopes deu um voto de confiança a Morais, que foi barrado na semana passada. Após uma conversa com o jogador, o treinador decidiu sacar Vinícius para apostar no camisa 98. Outro desfalque certo é o atacante Edmundo. Suspenso pelo STJD por ter xingado o árbitro Wilson Souza de Mendonça, o Animal cumpre mais um jogo de punição.

Na zaga, Lopes também vai fazer uma mudança. Anderson, que participou dos dois últimos jogos, vai para o banco de reservas. Vílson vai ganhar uma oportunidade no setor. Pablo, que tem recebido elogios do treinador, foi mantido no meio-campo. O jogador, inclusive, afirmou que o time não terá vida fácil em São Januário.

– Eles estão atrás de nós na tabela, mas não existe mais jogo fácil neste Brasileirão. Todo mundo joga de igual para igual. Fomos a Recife e fizemos um jogo parelho com o Náutico. Eles também podem vir aqui e fazer o mesmo. Mas, por jogarmos em casa, temos a obrigação de sair com o resultado positivo – diz Pablo.

Ipatinga planeja reação

Transmissão ao Vivo Clique Aqui!

Para a viagem ao Rio de Janeiro, o técnico Ricardo Drubscky relacionou 19 jogadores e deixa claro que só vai divulgar a escalação do Tigre minutos antes de a bola rolar. Desde que o Campeonato Brasileiro começou, o Ipatinga esteve na zona do rebaixamento em quatro das sete rodadas disputadas até agora. Com o afastamento do lateral-direito Mariano, Márcio Gabriel deve ganhar mais uma chance na posição.

No ataque, Luciano Mandi deve perder a posição para Adeílson, que firma a dupla com Neto Baiano. O volante Augusto Recife, acostumado a jogar Campeonato Brasileiro, sabe que o Ipatinga pode reagir. E nada melhor do que começar esta reação contra o Vasco, na casa do adversário:

– É um jogo difícil, ainda mais dentro de São Januário. Fazia um bom tempo que o Vasco não perdia lá. Jogar lá é complicado, já joguei várias vezes. O Vasco conta com grandes jogadores, que podem resolver uma partida a qualquer momento. Cabe a nós irmos para lá concentrados, humildes, marcar bem a equipe deles e explorar os contra-ataques, para fazermos os gols – diz Augusto.

Transmissão ao Vivo Clique Aqui!

C.R. VASCO DA GAMA – RJ X IPATINGA F.C. – MG

Campeonato:

Competição: Campeonato Brasileiro 2008
Fase: 8ª rodada (primeiro turno)
Data: 27/06/2008 (domingo)
Hora: 18h20 (horário de Brasília)

Classificação:

Col  Time          PG  J  V  E  D  GP  GC  SG   %

12º Vasco          8  7  2  2  3   7   8  -1  38

18º Ipatinga       5  7  1  2  4   6  13  -7  24 

Localização:

Estádio: São Januário
Endereço: Rua General Almério de Moura, 131, Vasco da Gama, Rio de Janeiro (RJ)
Capacidade: 35.000 lugares
Dimensões do campo: 100m x 70m
Como chegar: ônibus: 209, 472 e 473

Tempo:
Previsão: 22ºC – Parcialmente claro
Possibilidade de chuva: 0%

Arbitragem:

Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR/Fifa)
Assistente Nº1: Altemir Hausmann (RS/Fifa)
Assistente Nº2: José Carlos Dias Passos (PR)
4º Árbitro: Antônio Frederico de Carvalho Schneider (RJ)

Escalações:

VASCO: Tiago; Vilson, Eduardo Luiz e Rodrigo Antônio; Wagner Diniz, Jonílson, Pablo, Morais e Madson; Jean e Leandro Amaral.
Reservas: Roberto, Anderson, Souza, Bruno Gallo, Beto, Alex Teixeira e Alan Kardec.
Técnico: Antônio Lopes.
(clique no nome para ver a ficha técnica)

IPATINGA: Fred; Márcio Gabriel, Tiago Vieira, Gian e Rodriguinho; Augusto Recife, Xaves, Leandro Salino e Gerson Magrão; Neto Baiano e Luciano Mandi.
Reservas: Rodrigo Posso, Léo Oliveira, Patrick, Edmar, Paulinho Dias, Ricardinho e Adeílson.
Técnico: Ricardo Drubscky.

Ingressos:

Preços:
Arquibancada: R$30 (meia R$15)
Cadeiras para sócios: R$15

Vendas:
Locais: São Januário, Vasco-Barra, Lagoa, Habib’s Bonsucesso – Av.Brasil nº 5455,
Habib’s Pilares – Av.João Ribeiro nº 2.

Promoção:
Todos os jogos do Vasco no Brasileiro em São Januário por R$210.
Clique aqui para saber mais.

Transmissão:

Assista No Blogão do Biel

TV paga: Premiere
Rádio: CBN AM 860 e FM 92,5; Globo AM 1220; Tupi AM 1280; Manchete AM 760 (clique no nome para escutar)
Internet: Terra; UOL; Lancenet (clique no nome para acompanhar); GloboEsporte.com.

História:

Os dois times nunca se enfrentaram.

Em jogo emocionante, Sport ganha Vasco nos pênaltis e está na final

Cruzmaltinos fazem 2 a 0 nos 90 minutos, num gol salvador de Edmundo. Mas atacante isola penalidade e vira vilão


Estava tudo pronto para a festa. São Januário estava lotado. Com apoio da torcida, que lotou o estádio e recebeu a equipe com sinalizadores que “escreviam” o nome do clube nas arquibancadas e um foguetório como nos bons tempos da equipe campeã da Libertadores em 1998, o Vasco venceu nos 90 minutos o Sport por 2 a 0. Mas Edmundo, autor do gol no último minuto, isolou para fora, nos pênaltis, a classificação para as finais. O Sport decidirá com o Corinthians a competição.

Nervosismo e muitos erros

Com o tradicional uniforme preto e determinado a marcar logo no início, o Vasco entrou com o nervosismo junto da obrigação de vencer por dois gols de diferença. Logo nos primeiros minutos, os passes errados e as falhas no posicionamento eram visíveis. Morais e Alex Teixeira, meias ofensivos, pouco se aproximavam de Edmundo e Leandro Amaral. E quando surgia uma boa chance, a jogada saía errada. Aos 13, Edmundo tocou  na direita para o avanço de Wagner Diniz, que centrou com muita força por trás do gol.

O Sport, com o desfalque do camisa 10 Romerito, apresentava o esquema 3-5-2, com César formando a zaga com Igor e Durval, e jogava nos erros do Vasco. Com melhor toque de bola, criou as duas primeiras chances de gol. Aos 16, Leandro Machado recebeu na entrada da área e girou, com perigo, para defesa de Tiago. Aos 18, Luciano Henrique fez boa jogada pela esquerda e tocou na área. Leandro Machado dividiu com Luizão, e a bola sobrou para Carlinhos Bala, que sem ângulo bateu à queima-roupa para defesa de Tiago.

Morais, principal homem de criação, errava as jogadas e só apareceu efetivamente aos 26, batendo de fora da área, para fora. A melhor jogada de garçom foi aos 28, quando Alex Teixeira, que sentiu visivelmente a pressão, tocou para Edmundo na área. O camisa 10 custou a bater e desperdiçou a chance. Leandro Amaral, o outro atacante vascaíno, sequer recebeu uma bola em condições de progredir – é bem verdade que pouco se movimentou para ficar livre de marcação.

Se Wagner Diniz e Pablo eram pouco acionados nas laterais e havia buracos na defesa por falha de posicionamento, o Rubro-Negro pernambucano se aproveitava. Só não contava com a lentidão de Leandro Machado para concluir – desperdiçou outra chance, aos 30. Edmundo, pouco inspirado, tentou aos 40, mas bateu torto. Num primeiro tempo em que o nervosismo derrotou a eficiência nos passes e nas poucas conclusões, o placar não poderia ser outro que não o 0 a 0.

Com Jean no ataque, saem os gols

Só restou ao técnico Antônio Lopes mexer na equipe. Tirou o meia Alex Teixeira, que decepcionou, para arriscar com mais um atacante, Jean. O time mostrou mais agressividade. Aos 12, um lance polêmico: o árbitro Alício Pena Júnior marcou impedimento de Pablo, que recebeu pela esquerda. Na seqüência, Leandro Amaral cabeceou para as redes, mas o lance já estava anulado. Dois minutos depois, a melhor jogada do Vasco. Madson, que acabara de entrar no lugar de Morais, centrou para Leandro Amaral, que desequilibrado mandou para o gol – Magrão fez boa defesa.

O time percebeu que pelo alto poderia chegar ao gol. E foi o que aconteceu. Aos 19 minutos, Leandro Bomfim cobrou falta na medida para Leandro Machado, de mergulho, mandar para as redes: 1 a 0, explosão em São Januário.

Quando o time partia para tentar marcar o segundo gol, o zagueiro Luizão, que já tinha cartão amarelo, cometeu falta em Enilton e foi expulso. Com 10 em campo, o Vasco foi mais na disposição. Aos 32, Leandro Amaral, o melhor do time, quase marcou o segundo – a bola foi para fora.

Nos contra-ataques, o Sport tentava surpreender. Aos 40, Enilton chutou, a bola resvalou na zaga e e tocou na trave. Aos 42, em bola alçada na área, quase o Vasco chegou ao segundo gol. A bola pune. Aos 45, Pablo bateu de fora da área, Magrão soltou e Edmundo marcou o segundo gol e levou a partida para os pênaltis.

– Se não temos ótimo time, precisamos superar com a garra. O estado de espírito para os pênaltis está ótimo, a torcida nos apoiou

Ficha do jogo

VASCO 2 (4) x 0 (5) SPORT
Tiago, Wagner Diniz, Jorge Luiz, Luizão e Pablo; Jonílson, Leandro Bomfim, Morais (Madson) (Rodrigo Antônio) e Alex Teixeira (Jean); Leandro Amaral e Edmundo. Magrão, Igor, César e Durval; Luizinho Netto, Daniel Paulista, Sandro Goiano (Everton), Luciano Henrique (Fábio Gomes) e Dutra; Carlinhos Bala e Leandro Machado (Enilton).
Técnico: Antônio Lopes. Técnico: Nelsinho Baptista.
Gols: Leandro Amaral, aos 19,.e Edmundo, aos 45 do segundo tempo. Nos pênaltis: Luizinho Netto, Fábio Gomes e Magrão (Sport). Leandro Amaral, Tiago, Leandro Bomfim (Vasco)
Cartões amarelos: Jonílson, Edmundo, Luizão e wagner Diniz (Vasco) e Luciano Henrique e Dutra (Sport). Cartão vermelho: Luizão (Vasco). Público: 24.033 pagantes. Renda: R$ xxx.
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro. Data: 28/05/2008. Árbitro: Alício Pena Junior (Fifa MG). Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa RS) e Gilson Bento Coutinho (PR).

Com o Caldeirão lotado, Vascão parte para o ataque rumo à decisão da Copa do Brasil

Equipe precisa vencer por três gols de diferença o Sport para superar os 2 a 0 do jogo de ida. Em São Januário, jogadores contam com a torcida para fazerem jus à fama de time da virada

Arquivo / O Globo

Vencer por três gols de diferença e, de preferência, sem levar nenhum gol. Essa é a missão do Vasco no jogo desta quarta-feira, às 21h50m, em São Januário, na partida de volta das semifinais da Copa do Brasil. Ethan Hunt, personagem de Tom Cruise no filme “Missão Impossível”, e o James Bond de Daniel Craig ficariam com inveja da meta que o time da Colina precisa cumprir diante do Sport para chegar à decisão do torneio nacional. GLOBOESPORTE.COM Na Ilha do Retiro, o Sport venceu por 2 a 0 e pode empatar, perder por até um gol de diferença ou por dois se marcar um gol na Colina. Tudo isso para estar classificado para a final do torneio. Ao Vasco, apenas um vitória por três gols o colocará na próxima fase da Copa do Brasil. Na mirabolante missão vascaína, a média de 2,13 gols por partida em 2008 motiva ainda mais os cruzmaltinos. Caso consiga manter o percentual, o confronto vai ser decidido nos pênaltis. O problema é que a defesa vascaína tem um desempenho muito ruim em 2008, com um tento por jogo.
Com o apoio da torcida

Com todos os 20 mil ingressos vendidos, o Vasco não quer decepcionar os seus torcedores. Para o confronto desta quarta-feira, em São Januário, o técnico Antônio Lopes modificou o esquema de 3-5-2 para o 4-4-2. Além da formação diferente, o comandante vascaíno alterou algumas peças. Sem Eduardo Luiz, suspenso, Luizão vai começar jogando ao lado de Jorge Luiz. Porém, a mudança mais significativa na equipe foi a entrada de Alex Teixeira na vaga de Madson. Com isso, a tendência é que Lopes improvise Pablo ou Rodrigo Antônio no setor. O primeiro leva vantagem por já ter atuado pelo lado esquerdo. O treinador do Vasco não quis confirmar a escalação do time e vai levar o mistério até minutos antes do início da decisão.

– O time está escalado, os jogadores já estão savendo, mas só vou divulgar a escalação para a imprensa 45 minutos antes do jogo – diz Lopes.

A dupla de ataque do Vasco, formada por Edmundo e Leandro Amaral, confia em uma boa atuação da equipe e na virada no placar. Para Edmundo, o apoio da torcida vai ser fundamental para o time vascaíno.

– O torcedor acredita no time quando ele vê a possibilidade desse sonho se tornar realidade. Quem ganha mais com isso é o clube, é o jogador. O torcedor tem a alegria que a gente não consegue pegar, não consegue apalpar, que é o ganho da felicidade, o ganho do sorriso. Às vezes, uns vão até chorar de emoção, mas é uma coisa de sentimento, que não dá para explicar. Se eles (torcedores) estão confiando é porque é possível, e a gente vai atrás – afirma o Animal.

Pernambucanos em busca de um gol

O Sport chegou ao Rio de Janeiro na noite de segunda-feira e fez um treinamento na terça-feira, nas Laranjeiras, no campo do Fluminense. A única dúvida do técnico Nelsinho Baptista é em relação ao meia Romerito, que está com uma contratura muscular na coxa esquerda. O treinador vai esperar o atleta até o último instante.

Caso não possa contar com o seu principal jogador, Nelsinho vai escalar um volante, provavelmente Everton. Existe a possibilidade do treinador apostar em Luciano Henrique, que atua na mesma posição de Romerito. Para o atacante Carlinhos Bala, o Sport não deve ficar apenas na defesa em São Januário.

– Nós vamos atacar em São Januário. Não vamos ficar esperando lá atrás. Se marcarmos um gol, a situação vai ficar mais tranqüila – diz Bala.


Que pressão, hein?!

BOTAFOGO X VASCO – TRANSMISSÃO AO VIVO AQUI!

Internacional 1 x 0 Vasco

Em jogo feio, time cruzmaltino perde para reservas do Inter

Sem Edmundo e com um gol relâmpago do Colorado, Vasco é derrotado por 1 a 0 em sua estréia na competição nacional

Gaúchos levaram a melhor sobre os cariocas com um gol relâmpago

Mesmo com time praticamente reserva, o Internacional levou a melhor sobre o Vasco, na estréia dos times no Campeonato Brasileiro, em jogo que pode se repetir na semifinal da Copa do Brasil. Na tarde deste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, os donos da casa fizeram 1 a 0 sobre os cariocas, com gol relâmpago de Sidnei.

Considerado um dos favoritos ao título do Brasileirão, o Colorado conseguiu mostrar que tem jogadores bons em seu plantel para suprir os titulares durante a competição. Mas a formação reserva como um todo abusou dos erros de passe e não soube aproveitar a fragilidade da desorganizada defesa vascaína.

O Vasco, além das falhas de marcação na defesa, apresentou pouca força ofensiva. Com Morais bem marcado, viu a criatividade cair quase para zero. Somente no final do segundo tempo, aos 43 minutos, é que teve ótima chance de empatar com Leandro Amaral, mas o goleiro Renan fez excelente defesa.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Internacional visita o Palmeiras, domingo, às 18h10, no Palestra Itália. O Vasco, por sua vez, recebe a Portuguesa, no sábado, também às 18h10, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

Antes disso, no entanto, as duas equipes têm compromissos pela Copa do Brasil, na quarta-feira. Na Ilha do Retiro, em Recife, o Inter enfrenta o Sport depois de vencer o primeiro jogo por 1 a 0. Já o Vasco enfrenta o Corinthians-AL após fazer 5 a 1.

Gol relâmpago e mais nada
Os primeiros lances do jogo deram a impressão de que o duelo entre gaúchos e cariocas seria movimentado. Tanto que logo aos 2 minutos Andrezinho bateu escanteio da esquerda e o zagueiro Sidnei marcou de cabeça. Mas foi só impressão.

Depois do gol relâmpago do Colorado, a partida foi um marasmo. Sem conseguir criar lances de perigo, as duas equipes truncaram o jogo no meio-de-campo. O Vasco, em desvantagem no placar, pouco chegou à área adversária.

– Estamos jogando muito distantes uns dos outros. Temos de marcar mais em cima, apertar o time deles para que a gente possa jogar também – analisa o atacante Leandro Amaral, da equipe de São Januário.

Do lado do Internacional, a justificativa para a atuação fraca em termos criativos foi de que o time treinou pouco a formação reserva colocada em campo pelo técnico Abel Braga, que poupou a maioria dos titulares para a Copa do Brasil.

A mesma falta de criatividade

A etapa final não teve melhora alguma em termos de emoção. As chances de gol continuaram escassas. E o primeiro bom momento aconteceu apenas aos 17 minutos, quando Rodrigo Antônio, do Vasco, cabeceou por cima do travessão.

O Internacional até que tentou algo diferente do que havia feito no primeiro tempo. Mas o excessivo número de erros de passes prejudicou o avanço do time gaúcho no campo de ataque. Melhor para o Vasco, que teve a marcação facilitada.

Quando conseguiu acertar um passe, o Colorado perdeu gol incrível. Após passe em profundidade de Walter, aos 29 minutos, o atacante Adriano apareceu sozinho na grande área, em frente ao goleiro Tiago, mas se atrapalhou com a bola.

Mas depois desse espasmo de bom momento, o jogo voltou à sua normalidade e continuou morno, sem chances de gol que fizessem o torcedor se empolgar.

Ficha do jogo

INTERNACIONAL x VASCO
Renan; Sidnei, Sorondo e Titi; Jonas, Pessanha (Marcão), Andrezinho (Ricardo Lopes), Derlei e Ji-Paraná; Iarley (Walter) e Adriano Tiago; Eduardo Luiz (Villanueva), Jorge Luiz e Rodrigo Antônio; Wagner Diniz, Jonílson, Leandro Bomfim, Morais (Alex Teixeira) e Madson (Pablo); Alan Kardec e Leandro Amaral
Técnico: Abel Braga Técnico: Antônio Lopes
Gols: Sidnei, aos 2 minutos do primeiro tempo;
Cartões amarelos: Ji-Paraná, Titi, Derlei, Adriano (Internacional); Leandro Bomfim, Morais, Jorge Luiz (Vasco)

Público: 25.744  Renda: R$ 303.392,00

Estádio: Beira-Rio Data: 11/05/2008. Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (Fifa-SP) Auxiliares: Nilson de Souza Monção e Evandro Luís Silveira (ambos de SP)

Internacional X Vasco

Leia o Guia do Campeonato brasileiro no Blogão do Futebol: http://blogaodofutebol.wordpress.com/

GLOBOESPORTE.COM No Rio de Janeiro e em Porto Alegre

Fernando Maia/Ag. O Globo

Leandro Amaral é a esperança de gols do Vasco

O confronto deste domingo, às 16h, no Beira-Rio, válido pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, tem tudo para ser uma prévia de uma das semifinais da Copa do Brasil 2008. Vasco e Internacional se enfrentam em Porto Alegre com diferentes planejamentos. Enquanto o time da Colina viaja com força máxima – menos Edmundo, poupado -,.o Colorado entra em campo com um time misto, justamente para dosar as energias para tentar bater o Sport, na quarta-feira, visando a uma vaga na próxima fase do torneio nacional.

Do lado Colorado, a torcida promete comparecer em peso ao Beira-Rio. No Vasco, Leandro Amaral faz a sua segunda partida. Na primeira, o atacante deu um show e ajudou a equipe de São Januário na goleada por 5 a 1 sobre o Corinthians-AL, pela Copa do Brasil. O confronto deste domingo vai ser transmitido ao vivo pela Rede Globo e em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM.

Com Leandro Amaral & Cia

No Vasco, o técnico Antônio Lopes só não vai contar com a presença de Edmundo, poupado pela comissão técnica. De acordo com o planejamento do clube, o Animal só vai disputar uma partida por semana. Com isso, ele retorna à equipe no confronto da próxima quarta-feira, contra o Corinthians-AL, pelo jogo de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil. Alan Kardec entra na vaga do camisa 10 vascaíno.

Lopes vai manter o esquema 3-5-2 para o confronto em Porto Alegre. Além da entrada de Alan Kardec na vaga de Edmundo, o treinador vai testar Rodrigo Antônio na zaga. Ele entra na vaga de Vílson. Para o treinador do Vasco, o time não pode viajar para o Sul pensando em empatar. Segundo ele, a equipe da Colina vai tentar conquistar os três pontos.

– Nenhuma equipe jogar para empatar. Vamos tentar voltar para o Rio de Janeiro com os três pontos – diz Lopes.

Leandro Amaral acredita que o Colorado dará trabalho ao Vasco com o time titular ou com o reserva. Para ele, o negócio é entrar em campo e jogar normalmente, como a equipe tem feito nas últimas partidas.

– Para nós, claro que é melhor o Internacional jogar com um time misto. Mesmo assim, o time deles é muito bom e vai ser um jogo difícil. Lembro que, no ano passado, poucos acreditavam em uma vitória, mas nós fomos lá e voltamos com um resultado positivo – relembra Leandro Amaral.

Hora de comprovar a força do grupo

Os colorados estufam o peito de tanto orgulho na hora de dizer que possuem o melhor elenco do futebol brasileiro. Pois chegou a hora de provar que é assim mesmo. Muito mais interessado no duelo decisivo com o Sport pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, o Inter vai de time misto, quase reserva, contra o Vasco. Mas a exigência de Abel Braga não diminui.

– A equipe que entra é tão titular quanto a outra. Quando vocês menos esperam, aparece o Jonas. Quando menos esperavam, apareceu o Danny. Eles foram lá, jogaram e ficaram titulares. Isso é legal – comenta o treinador.

Os 11 jogadores que vão a campo serão mantidos em sigilo pelo treinador. É provável que nem Índio e Marcão, suspensos para o confronto com o Sport, enfrentem a equipe carioca. Abel quer dar ritmo e confiança a Sidnei e Titi, os substitutos.

Mesmo com a equipe B, os colorados que forem ao Beira-Rio provavelmente terão algumas atrações. O uruguaio Sorondo, de excelente futebol no ano passado, está de volta, após seis meses de inatividade por causa de uma cirurgia no joelho esquerdo. Jonas, habitual titular, deve estar no time, assim como Iarley, herói do Mundial, Adriano, xodó da galera, e Gil, de boa participação na vitória de 1 a 0 sobre o Sport. A tendência é de que Clemer siga no gol.

O Inter também vai a campo para quebrar uma triste rotina. Se não vencer o Vasco, colecionará a décima estréia consecutiva sem vitória no Campeonato Brasileiro. A última vez em que os vermelhos comemoraram os três pontos na largada da competição foi em 1998, com vitória de 1 a 0 sobre o Grêmio, gol de Christian.

FICHA DO JOGO

INTERNACIONAL VASCO
Clemer (Renan), Ricardo Lopes, Sidnei, Sorondo e Titi; Jonas, Ji-Paraná, Andrezinho e Iarley; Gil e Adriano. Tiago, Eduardo Luiz, Jorge Luiz e Rodrigo Antônio; Wagner Diniz, Jonílson, Leandro Bomfim, Morais e Madson; Alan Kardec e Leandro Amaral.
Técnico: Abel Braga. Técnico: Antônio Lopes.
Estádio: Beira-Rio. Data: 11/05/2008. Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (Fifa-SP). Auxiliares: Nilson de Souza Monção (SP) e Evandro Luís Silveira (SP).
Transmissão: A TV Globo transmite a partida.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha o jogo a partir das 15h30m.

Eurico diz que vai contratar carrasco do Fla

Agência / VIPCOMMAgência / VIPCOMM

Eurico diz que vai contratar carrasco do Fla na Taça Libertadores

Dirigente chama paraguaio de ‘Mansões’, pois por atuar no Vasco vai dar um upgrade na carreira

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, bem que tentou não tripudiar em cima da derrota do rival Flamengo por 3 a 0 para o América-MEX, pelas oitavas-de-final da Libertadores. No entanto, o dirigente não conseguiu deixar a provocação de lado e afirmou que vai tentar a contratação do atacante “Mansões”. Não seria Cabañas? O homem forte do time da Colina explicou o motivo pelo qual mudou o nome do carrasco rubro-negro.

– Vou contratar o “Mansões”. Inclusive já iniciei o processo de negociação. Estou dizendo que vou tentar, não que vou conseguir. Em português, o nome dele é Cabanas. O nome dele é Cabañas para vocês (imprensa). Aqui no Vasco vai ser Mansões – afirma o presidente vascaíno.