Agência / VIPCOMM

Com dez, Time da Colina empata no Engenhão

Equipe abre placar com menos de um minuto, mas acaba sofrendo gol de empate em pênalti duvidoso

Com times repletos de reservas e com o pensamento mais nas semifinais da Copa do Brasil, Botafogo e Vasco empataram por 1 a 1 neste domingo, no Engenhão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Clássico foi marcado pelo equilíbrio entre os times e terminou com o placar de 1 a 1

No Engenhão, time visitante abre placar com menos de um minuto. E donos da casa empatam no final

Com o resultado, as duas equipes chegaram a quatro pontos na competição. No sábado, o time da Colina pega o Grêmio, em São Januário. O Botafogo, por sua vez, encara o Náutico, nos Aflitos, em Recife. Antes, decidem vaga na final do Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Vasco enfrenta o Sport em São Januário. E o Botafogo enfrenta o Corinthians no Morumbi.

Gol no início desestrutura o Botafogo

Com maioria de torcedores no estádio administrado pelo adversário, o Vasco não deu tempo nem para o Botafogo se aquecer. Com 50 segundos, Alex Teixeira cobrou escanteio, a zaga alvinegra falhou, e Eduardo Luiz aproveitou para abrir o marcador: 1 a 0! Com a superioridade no placar e na arquibancada, o time visitante passou a atuar nos contra-ataques, aproveitando a velocidade de Jean e Alex Teixeira.

Após o gol, o Botafogo passou a tomar conta do jogo, principalmente com os lances criados por Carlos Alberto. Marcado de perto, ora por Eduardo Luiz, ora por Luizão, o meia tentava sair de seus perseguidores na base da velocidade. No entanto, o Alvinegro não tinha poder para superar o bloqueio na entrada da área e assustava o Vasco em lances de bola parada.

Com apenas Alan Kardec no ataque, o Vasco pouco assustava. O atacante teve uma boa chance aos 28 após falha de Bruno Costa. O zagueiro alvinegro perdeu a bola para Alex Teixeira, que serviu o camisa 19. O atacante vascaíno perdeu a passada e chutou errado, desperdiçando uma ótima chance de ampliar.

O Vasco teve as melhores oportunidades do primeiro tempo. Aos 38, Alan Kardec cobrou falta da entrada da área e a bola explodiu na trave esquerda.

Renato Silva, do Bota, salva o Vasco

No segundo tempo, a partida começou morna. O técnico Cuca apostou na entrada de Jorge Henrique na vaga de Abedi. Já no Vasco, Jean deixou o campo machucado para a entrada de Villanueva. Logo no primeiro lance do segundo tempo, Lopes ficou sem o lateral-esquerdo Valmir, com uma entorse no tornozelo esquerdo. Bruno Gallo entrou em campo.

O Botafogo seguia dependente dos lances de Carlos Alberto, que não repetiu a boa atuação da etapa inicial. Nem Jorge Henrique conseguiu dar jeito no ataque alvinegro. Enquanto o time de General Severiano buscava o empate, o Vasco seguia tentando segurar o resultado.

Após 15 minutos praticamente sem atacar, o Vasco chegou ao ataque. Alex Teixeira dominou pelo lado direito e chutou na rede pelo lado de fora, enganando os vascaínos que estavam no estádio. Aos 23, o Botafogo perdeu ótima chance. Carlos Alberto dominou dentro da área e chutou cruzado, Renato Silva escorou livre na pequena área e perdeu uma grande chance.

A situação do Vasco piorou com a expulsão do lateral-esquerdo Pablo, aos 28, por falta em Jorge Henrique. O Botafogo aumentou a pressão e conseguiu o empate aos 41 minutos. Fábio disputou a bola com Vítor, e caiu na área após um agarra-agarra. Apesar das reclamações dos vascaínos, Lucio Flavio cobrou bem e empatou.

O Alvinegro seguiu pressionando nos minutos finais, mas não conseguiu desempatar.

Ficha do jogo

BOTAFOGO 1 x 1 VASCO
Roberto, Eduardo Luiz, Vílson e Luizão; Eduardo, Pablo, Souza, Alex Teixeira (Vitor) e Valmir (Bruno Gallo); Jean (Villanueva) e Alan Kardec. Renan, Alessandro, Renato Silva, Bruno Costa e Zé Carlos (Alexandro); Thiaguinho, Diguinho, Túlio (Lucio Flavio) e Abedi (Jorge Henrique); Carlos Alberto e Fábio.
Técnico: Antônio Lopes. Técnico: Cuca.
Gols: Eduardo Luiz, a 1 minuto do primeiro tempo, e Lucio Flavio, aos 41 do segundo
Cartões amarelos: Bruno Costa, Carlos Alberto (Botafogo); Luizão, Souza, Vilson, Pablo, Roberto (Vasco). Cartão vermelho: Pablo. Público: 14.677 pagantes. Renda: R$ 196.940,00.
Estádio: Engenhão. Data: 25/05/2008. Árbitro: Luís Antônio Silva dos Santos. Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ).
Anúncios



    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: