vitrine-vasco.jpg

Atual diretoria do Vasco ainda pode recorrer, mas prazo de 30 dias começa a valer

Foi publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial a sentença da 8ª Câmara do Tribunal de Justiça que anulou a eleição para o Conselho Deliberativo do Vasco, ocorrida em 13 de novembro de 2006. Com isso, passa a contar a partir de agora o prazo de 30 dias para que o clube convoque um novo pleito, que deve ocorrer na sede do Calabouço.

Com a publicação da sentença, a diretoria vascaína passa a poder recorrer da decisão. O caso ainda cabe recurso no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília. Eurico Miranda, pela situação, e Roberto Dinamite, pela oposição, são os candidatos. A decisão foi em segunda instância e tomada por unanimidade por três desembargadores.

O pleito havia sido anulado pelo juiz Renato Ricardo Barbosa, da 15ª Vara Cível, em 8 de março de 2007 com base em denúncia de fraude feita pela oposição. Advogados da diretoria haviam entrado com um mandado de segurança no dia 3 de maio do ano passado e a definição do caso demorou mais de dez meses.

Anúncios



    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: