Bragantino 2 x 2 Vasco »

Agência/VIPCOMM

Time consegue a virada com Alan Kardec, mas defesa falha aos 41 do segundo tempo

O Vasco deixou a vantagem escapar nos minutos finais. Após conseguir a virada, a defesa falhou e permitiu o empate de 2 a 2 com o Bragantino, nesta quinta-feira, no estádio Marcelo Stefani, em Bragança Paulista. Eduardo e Alan Kardec marcaram os gols cruzmaltinos. Bill e Nunes fizeram para o time paulista.

O jogo de volta será no dia 3 de abril, em São Januário. Quem vencer garante a ida para a próxima fase. O Vasco pode empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 que estará classificado para as oitavas-de-final. Se o placar de 2 a 2 se repetir, haverá disputa de pênaltis. Com empate por três ou mais gols, o Bragantino fica com a vaga. Antes disso, o time entra em campo no próximo domingo para enfrentar o Fluminense no clássico pelo Campeonato Carioca.

Após 16 jogos, o Vasco empatou o primeiro jogo nesta temporada. O time também perdeu a chance de igualar a seqüência de seis vitórias seguidas, algo que não acontece desde 2003.

Eduardo empata para o Vasco

O público no estádio Marcelo Stefani era pequeno. Mas se o Vasco não precisava se preocupar com a pressão da torcida, o mesmo não podia afirmar do estado do gramado. Com muitos buracos, o time tinha dificuldade para trocar passes.

O primeiro tempo começou com domínio do Bragantino, que aproveitou a confusão no sistema defensivo do Vasco para abrir o placar logo aos nove minutos. Moradei, que jogou no Corinthians no ano passado, deu ótimo passe em profundidade para Bill na área. Mais rápido do que o zagueiro Vilson, o atacante tocou com categoria na saída do goleiro Tiago.

A virtude do time carioca foi não se abater com o gol e logo se arrumar taticamente em campo. O resultado disso foi o gol de empate, aos 18 minutos. Calisto bateu falta para o meio da área, o zagueiro Eduardo subiu bem entre três marcadores e cabeceou no canto direito do goleiro Gléguer, que não alcançou a bola. Foi o primeiro gol de Eduardo com a camisa do Vasco. O jogador, de 25 anos, veio no início da temporada do Atlético-GO, onde quase não teve chances, e aos poucos ganhou espaço com o técnico Alfredo Sampaio. É a terceira partida do zagueiro pelo clube.

Diferentemente do Vasco, o Bragantino sentiu o gol e sofreu ainda mais pressão do adversário. O problema é que o atacante Jean, nas duas chances que teve, não esteve com o pé calibrado e mandou longe do gol. Calisto também teve uma chance, mas o chute parou nas mãos do goleiro Gléguer. Melhor para o clube paulista, que quase marcou novamente com Bill, aos 37 minutos. O atacante driblou o zagueiro Eduardo na área e chutou. Mas Tiago salvou o Vasco.

Logo em seguida, aos 40 minutos, foi a vez de o Vasco responder. Morais deu lindo drible em dois zagueiros no meio-de-campo e abriu para o lateral-direito Wagner Diniz chutar cruzado. A bola passou à direita do gol de Gléguer.

Segundo tempo

Agência

Jean tenta superar a forte marcação

O segundo tempo começou com o Bragantino pressionando. Por duas vezes o clube paulista quase desempatou. Primeiro com Zeziel, que recebeu na área e chutou. A bola desviou e encobriu o goleiro Tiago. Mas Jorge Luiz conseguiu evitar o gol quase em cima da linha. Na cobrança de escanteio, a bola sobrou para Ney Santos, que chutou rasteiro. A bola novamente bateu na defesa vascaína e saiu muito perto da trave direita.

Aos 23 minutos, cruzamento para a área do Vasco. O auxiliar marcou impedimento, mas mesmo com o lance parado Ney Santos tocou para o gol, Tiago defendeu e na sobra Nunes dividiu com o goleiro e a bola entrou. Mas nada valia mais. Uma pequena confusão começou. E após o empurra-empurra, o árbitro deu cartão amarelo para Nunes.

O Vasco só chegou com perigo aos 29 minutos. Leandro Bomfim arriscou um chute da entrada da área e o goleiro Gléguer defendeu praticamente no meio do gol. E o gol da virada aconteceu cinco minutos depois. Calisto fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Alan Kardec se antecipou ao zagueiro e cabeceou para baixo. O goleiro Gléguer tentou defender, mas não conseguiu: Vasco 2 a 1! Alan Kardec passou a ser o artilheiro do Vasco na temporada, com sete gols.

Mas a vitória escapou após uma falha de Vilson. O zagueiro errou a bola após um cruzamento para a área. Nunes dominou, conseguiu driblar Eduardo e chutou rasteiro sem chance para o goleiro Tiago, que ainda tentou defender com o pé. Era o gol de empate do Bragantino.

FICHA DO JOGO
BRAGANTINO 2 x 2 VASCO  
Gléguer
Ney Santos
Vanderlei
Thiago Vieira
César
Moradei
Marcinho
Gaspar (Didi)
Zeziel (Léo)
Malaquias (Nunes)
Bill
T: Marcelo Veiga
Tiago
Jorge Luiz
Vilson
Eduardo
Wagner Diniz (Luizão)
Jonílson
Leandro Bomfim
Morais
Calisto
Jean (Alex Teixeira)
Alan Kardec
T: Alfredo Sampaio

Gols: Bill, aos 9; Eduardo, aos 18 minutos do primeiro tempo; Alan Kardec, aos 34; e Nunes, aos 41 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Leandro Bomfim, Jonílson, Vilson, Calisto (VAS); Thiago Vieira e Nunes (BRA)
Árbitro: Elmo Alves Cunha (GO)
Auxiliares: José Amilton Pontarolo (PR) e Ildefonso Trombetta (PR)
Data: 20/03/2008
Estádio: Marcelo Stefani, em Bragança Paulista (SP)

Anúncios



    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: